Pesquisar


Limpeza de Ar condicionado



Até então visto como um dos principais causadores da “Síndrome do Edifício Doente”, o ar condicionado após muitas pesquisas e estudos, pode se tornar um aliado contra esta síndrome. O cobre que já é utilizado em algumas peças do aparelho, dependendo do tipo de microorganismo, atua como um agente bactericida possuindo atividade inibidora de sua multiplicação, conforme pesquisa feita pela Universidade da Carolina do Sul, em nome do Departamento de Defesa E.U.A

O cheiro de mofo que aparece ao ligar o aparelho surge em decorrência dos fungos que crescem em seu interior. Oferecendo um ambiente escuro e úmido, este tipo de sistema favorece a proliferação de bactérias e fungos, provocando mau cheiro e queda na eficiência do equipamento. Os componentes testados foram aqueles onde micróbios tendem a se proliferar como bobinas de refrigeração, tubos e controladores de calor e filtros de ar. A pesquisa compara o desempenho dos componentes do ar condicionado de cobre com os de alumínio e sua capacidade para inibir o crescimento de bactérias e fungos.

Uma das maiores preocupações nos edifícios modernos de hoje, é a exposição a microorganismos tóxicos, criando uma grande necessidade de melhorar as condições higiênicas dos sistemas de ar condicionado (demonstrou-se que as palhetas de alumínio nos sistemas de ar condicionado, ventilação e calefação são uma fonte importante de populações microbianas).

Por essas razões deve-se ter um grande cuidado também com a manutenção de limpeza de equipamento de ar condicionado. Mantê-lo adequadamente limpo já é um grande passo para preservar a sua saúde.

Conte conosco para efetuar a limpeza e manutenção periódica do seu ar condicionado.